Tempo para Mim

RETIRO PARA MÃES
O desfolhar da Mulher Mãe.

Para seres mãe, precisas de ser mulher.

E chega a um momento em que é mesmo preciso te retirares. Para criar o espaço necessário para reaprenderes a cuidar de ti. Reencontrar a mulher que há em ti.

Quero mais Informações »

Datas do Retiro:
LISBOA - 14 e 15 de Outubro 2017

Local: Sesimbra Hotel e Spa


Porque se sentem as mães tão cansadas?

Tu és bonita. Tu és sábia. Tu és poderosa. Tu és intuitiva.

Já te esqueceste disso? É comum.

Provavelmente andas a FAZER mais do que a SENTIR.

Fazer O Quê?

Tudo. E, de preferência, muito bem feito. Trabalhas, cuidas das crianças, fazes a gestão da casa, cuidas do relacionamento com o companheiro, com os teus filhos, com a tua família, com os teus amigos. Facilmente entras no FAZER constante. No FAZER repetido, no FAZER sem questionar, no FAZER sem sentir.

Sentir O Quê?

SENTIR que és mulher.

E antes do relacionamento com qualquer outra pessoa, há o relacionamento contigo própria.

Algures no teu caminho de filha, amiga, companheira, profissional e mãe podes esquecer-te que és MULHER. Uma mulher bonita, uma mulher sábia, uma mulher poderosa, uma mulher intuitiva.

É normal sentir vontade de estar sozinha? De ter tempo para mim?

As mulheres têm maravilhosos e infindáveis recursos dentro delas. Um movimento constante no corpo que grita para ser expresso. Umas raízes ancestrais e profundas que apesar de invisíveis estão lá, basta abrir o canal para que se revelem. Uma capacidade de se render, render e deixar fluir, entregar-se. Uma intuição centrada e astuta que lhe traz a confiança do próximo passo. Uma capacidade de gerar vida que lhe traz força e poder. Uma leveza na alma que lhe embala os sonhos.

Então de onde vem este vazio? Esta vontade por vezes de fugir? Esta vontade secreta (e por vezes assustadora!) de estar sozinha, de ter tempo para mim? E esta culpa? Esta culpa que acompanha este SENTIR?

Vem precisamente do fosso construído entre a MULHER que és e a MULHER que a sociedade acha que deves ser. Vem da exigência que lanças sobre ti própria em lutas de igualdade de género e feitio. Vem do afastamento de ti própria (diria até, desconhecimento de ti própria.)

Tu não precisas de SER mais nada. Precisas apenas de DESFOLHAR. Desfolhar, abrir delicadamente e SENTIR. Acordar de dentro para fora.

como faço isso?

Sou mãe, não tenho sequer tempo para mim.

Tens sim. Apenas tens que te reeducar. Reconhecer os sinais do “não aguento mais”, reconhecer os sinais do teu corpo e do teu coração. Reconhecer esse desassossego da alma.

Essa saudade que tens de ti.

Chegou o momento. O teu momento.

E por isso estás aqui. A ler estas palavras. As palavras de quem, também, já caminhou por aí.

Cria espaço e tempo para cuidar de ti.

Para seres mãe, precisas de ser mulher.

O que dizem as pessoas...

“Foi sem sombra de dúvida o melhor investimento pessoal que fiz nestes últimos anos. E quando falo em investimento não falo em dinheiro, mas em riqueza pessoal. Abriu-me o coração. Aprendi a ouvir-me, a ser mais instintiva. Mudei o discurso de só vivemos uma vez, passei a dizer vivemos todos os dias, morremos apenas uma vez. Aprendi a não ter expectativas e a viver sem ansiedade e agitação. O que chega a nós vem por um motivo. Agora quando tenho um dia menos bom ponho a mão no coração, e sinto o propósito. Estou viva por um motivo.

Como mãe aprendi a respirar, a andar mais devagarinho, a dar tempo a mim e aos outros, a questionar sem julgamentos e acreditem não é fácil. Aprendi a ser apenas a mãe que quero ser e não a que querem que seja, aprendi a deixar o pai ser pai sem grandes interferências. Ter filhos é maravilhoso e ser pai e mãe é um ato de coragem, é expormo-nos a todo o tipo de dor principalmente o da incerteza de estarmos a agir corretamente e do medo de perder alguém tao amado. Hoje sei que agarrar é tao importante como deixar ir e que nada é nosso…

Mudei. Para melhor ou pior não sei. Hoje sei a importância que é cuidar de mim antes de cuidar dos outros e que o tempo é relativo. Conectei-me de uma forma muito intensa. E agradeço todos os dias a mim por ter tirado tempo para fazer o retiro.”

Maria Helena Rogado Dias, Mãe, Mulher, Enfermeira

Tinha passado meio ano meio apática, sem vontade de viver, fora de mim, sem compreender porquê, angustiada, revoltada com o mundo à minha volta. Sabia que era uma depressão mas não quis ir ao médico, não queria ser medicada, haveria de passar e fui sobrevivendo com isso.

E sem prever, esse bicho que é a depressão passou, e desapareceu durante a formação. Como? Não sei bem. Só sei que as conversas, os exercícios, os testemunhos, a sabedoria e generosidade da Sandra fizeram-me olhar para dentro, olhar para mim, colocar-me em primeiro lugar, alinhar-me, reforçar tantas coisas nas quais acreditava mas que tinha deixado para atrás. Vi e convivi com mais mulheres que estavam lá como eu e já não me senti sozinha no meu caminho. Chorei, libertei-me e reencontrei-me. Consegui perdoar-me, avançar mais leve, viver sentindo uma paz muito grande. Uma paz mesmo intensa, diria até inabalável. E reconhecer e respeitar a minha energia feminina.

No último dia, na longa meditação que finalizou com uma resposta à nossa pergunta, senti uma paz avassaladora, tão genuína que nem sabia que existia. A minha pergunta estava relacionada com o meu medo de morrer cedo demais, sem ver as minhas filhas crescer e quis saber quanto tempo ainda tinha pela frente… A resposta, que num primeiro momento me dececionou, ao ler pela segunda vez encaixou, e encaixou tão mas tão perfeitamente. dizia: “Hoje, diverte-te”. O que isso provocou em mim! Uma vontade de viver, de ultrapassar o medo, de gozar o dia-a-dia! Foi sem dúvida muito poderoso!

Natali Lameiras, Mãe, Mulher, Professora

Tempo para Mim


RETIRO PARA MÃES
O desfolhar da Mulher Mãe.


Várias mulheres que se inscrevem nos meus cursos dizem-me:  “Vou  dar-me a este luxo.”
Pois bem, é um grande passo. Mas não é um luxo. É mesmo uma NECESSIDADE. Que se tornou uma necessidade urgente e emergente por ter sido considerada um luxo há já demasiado tempo.

Este retiro é especialmente concebido para MÃES...

Mães que não têm tempo. Mães que se sentem cansadas. Mães que se sentem sobrecarregadas. Mães que se sentem culpadas por sentirem esta necessidade. Mães que querem ser as melhores mães do mundo. Mães que querem ser a melhor companheira do mundo. Mães que querem ser a melhor profissional do mundo. Mães como tu. Mães como eu.

Durante 2 dias. Estarás contigo e com outras Mães. Num caminho de redescoberta e profunda conexão interior. Com tempo. Com espaço para cuidares de ti. Do teu corpo, das tuas emoções, dos teus pensamentos, dos teus sonhos. Abrindo o corpo, cuidando do coração, respeitando a tua essência.

Com o ciclo do Outono a começar é a altura ideal para DESFOLHAR. Revelar mais de ti, a mulher.

Chegou o momento. O teu momento.

E por isso estás aqui. A ler estas palavras. As palavras de quem, também, já caminhou por aí.

Cria espaço e tempo para cuidar de ti.

Para seres mãe, precisas de ser mulher.

Criei este retiro para ti!  O teu retiro.

Clica Aqui » Programa

Onde?


MAR À VISTA!


Com um cenário deslumbrante vais contemplar todo um oceano de sensações. O retiro acontece neste hotel em Sesimbra. Um pequeno pedaço de paraíso à beira-mar onde te podes retirar.


Com o ciclo do Outono a começar é a altura ideal para DESFOLHAR. Revelar mais de ti, a mulher.



Local: Sesimbra Hotel e Spa
www.sesimbrahotelspa.com/pt/spa

Quem sou eu...
Sandra Matos

Em 2004 fui mãe pela primeira vez. Um mundo novo se abriu. Um mundo de amor, de dádiva e também um mundo de dúvidas e receios. Em 2007, fui mãe novamente. Nunca é igual. Cada ser é um ser. Tive novos desafios. Senti-me a testar o meu centro de forma tão forte. Foquei-me na família. Nos filhos. Construir uma família dia-a-dia é um trabalho intenso. Obriga-nos a ir buscar dentro, bem dentro, o melhor de nós. Em 2011, fui mãe pela terceira vez. O amor multiplica-se. O tempo divide-se. A flexibilidade eleva-se ao quadrado. O relacionamento do casal é testado a todos os níveis. As aprendizagens são diárias e a vários níveis.

Durante todo este processo maternal esqueci-me tantas vezes de mim. Sandra. A mulher. E é tão comum isto acontecer. E é tão bom resgatar a mulher que há em mim.

Abraçar o meu poder feminino de mulher-mãe. Com todas as minhas imperfeições.

O que dizem as pessoas acerca da Sandra Matos...

“Sabes quando percebes que tens um corpo?!?

Eu não praticava yoga, sempre fui uma menina bem “rechonchuda” e não muito dada a exercício físico. Em segundos o meu pensamento mudou a direção. Deixei os meus complexos e peso de lado e comecei a pensar enquanto mãe e inscrevi-me no curso. Nesta primeira formação o meu interior mudou.

A Sandra passou simplicidade, beleza, cumplicidade e a entrega e amor que dá ao seu trabalho contagia-nos de imediato! Ao fim do primeiro dia, quando cheguei a casa, a minha postura perante o meu filho e o meu marido estava longe de ser a mesma! Tornei-me tolerante. Atenta. Aprendi a ouvir com o coração. Passamos a cantar muito mais ca em casa. Cantamos para a hora do banho, cantamos para ir dormir, cantamos para ir para a escola.

Aprendi o verdadeiro significado de “Estar em família”. A Sandra sabe como nos fazer sentir o nosso corpo. Sabe como nos fazer sentir mulheres. E mulheres lindas por dentro e por fora! Ouve uma transformação em mim muito grande! Deixei de caminhar a olhar para o chão. Agora caminho de cabeça erguida. Cuido do meu corpo. Oiço o meu corpo! Tenho orgulho em mim. Tornei-me confiante a todos os níveis.

Aprendi que não tem mal sermos mulheres! Aprendi a ser simples. Aprendi a ser EU. Aprendi a “sentir o coração”.

Diana Flor, mãe, terapeuta e acima de tudo MULHER

Tempo para Mim

 

RETIRO PARA MÃES

O desfolhar da Mulher Mãe

Datas do Retiro:
LISBOA - 14 e 15 de Outubro 2017

Local: Sesimbra Hotel e Spa

Ainda tens algumas questões...? Preparei já algumas respostas que te podem ajudar

  • Q.Este curso é só para mães?

    A.Este curso foi concebido especialmente para inspirar mães a redescobrirem-se enquanto mulheres. A criarem espaço e tempo para cuidarem de si próprias. Caso não sejas mãe e tudo o que leste ressoou em ti, és muito bem-vinda a este retiro do Desfolhar.

  • Q.Qual é o programa do retiro?

    A.São 2 dias maravilhosos. Vê o programa AQUI.

  • Q.Posso levar os meus filhos durante o curso?

    A.Este retiro será só para mulheres.

  • Q.Quem vai orientar o retiro?

    A.O retiro será orientado pela Sandra Matos.

  • Q.Poderei me inscrever no retiro e ir dormir a casa?

    A.O objectivo é mesmo te retirares por 2 dias da tua rotina, do teu ambiente. Existe 1 noite de dormida no hotel.

  • Q.O preço do retiro inclui a estadia de 1 noite no hotel?

    A.Sim. O preço apresentado inclui uma noite em quarto duplo com pequeno-almoço.
    Caso pretendas ficar num quarto single, contacta-nos para info@sandramatos.net

Vagas Limitadas

Tempo para Mim

RETIRO PARA MÃES
O desfolhar da Mulher Mãe.

Sandra Matos Sandra Matos, Mãe, Mulher, Coach, Professora de Yoga e Fundadora da Escola BabyogaPortugal

““Para seres Mãe, precisas de ser Mulher.”“
www.SandraMatos.net

  • info@sandramatos.net
  • +351 966 922 189

Preço 590€ 397€ *

* Promoção válida até 30 de Setembro de 2017

*Apenas 5 vagas disponíveis
*Possibilidade de pagamento faseado. Saiba mais.
Quero mais Informações

Este promoção termina em...